Sina

4 Comments
Custa forças para a sofredora suprimir de sua mente todas as tortuosas lembranças. O sentimento impregnado em suas veias, corre pela vida dentro de seu corpo, queimando como prova do fragalho que está todo o seu coração.
Não basta somente ela decidir arrancá-lo de si mesma para continuar em frente com o oco no que antes havia amor; mas existir algo que com ela caminhe junto rumo ao precipício que a fará esquecer.
Todo o tempo estendido aos seus pés, como cobras que a prendem ao querer estar junto daquele que a despreza. E este tempo  que sufoca o seu grito e a arrasta para mais junto daquilo que ela gostaria de fugir, faz o simples continuar tornar-se para ela, toda a dor reunida num único peito que têm como alívio dois míseros olhos que transbordam o desejo de morte.


You may also like

4 comentários:

  1. Final de tirar o fôlego - e surpreendente, porque tenho certeza de que ninguém esperava por uma última lamúria com uma nota mais grave de desespero com esta. Palmas, minha Diva ♥

    P.S.: eles não nos amam, manolo. E o foda é que também não morrem q ._.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. um amor verdadeiro nunca poder ser esquecido nem mesmo o tempo,
    consequencias podem apaga-lo
    casos de esquecimento do amor ... acontecem quando o amor não e verdadeiro é considerado um falso amor

    será que sua sina deve continuar ou será uma coisa falsa ?
    será que tem sentido sofrer muito por algo que talvez não irá dar certo ?

    ResponderExcluir