Flashback

2 Comments
Assistia o tempo com órbitas enevoadas, fitando o vazio na esperança de enxergar ali qualquer ideia fugaz, que trouxesse de volta toda a dor que eu antes sentia. pois ela me alimentava com o ardor necessário para ainda, estar disposta a sangrar das mesmas formas distintas que tanto amei, que tão a fundo eu já pertencia.
Estas minhas máculas que contavam minha história estiveram por tempo, querendo apagarem-se, e afugentada momentaneamente, minha dor correu evitando minha fase ilusória. Mas eu, tão desesperada, e deveras, ainda a tempo, quis novamente cair em seu regaço, e perdida em meio àquela vida que não me pertencia, gritei pelo vazio e ele me ouviu. Agora que estou com ele dentro de mim, aguardo somente a dor e a morte, para findar-se esta ilusão.


You may also like

2 comentários:

  1. Alimentar-se de dor e sombras em belo texto.

    ResponderExcluir
  2. Estou simplesmente apaixonada pela foto, é sério! Preciso dela q

    A imagem que se reflete no espelho parece estar mais irreconhecível a cada dia, não é? ♥

    ResponderExcluir