Esboço

2 Comments
Eu, que por tentativas vãs, tento explicar a mim mesma quem sou quando não sou aquela que se esquece de viver, tenho fitado um reflexo deprimente no espelho, de uma que não conheço mas que me segrega absurdos da amarga vida que leva.
Os muros estão pintados de vazios, ali por onde dizem caminhar pessoas, lá onde festejam e vivem, em nenhum lugar existo porque nada sou além de um erro que o fracasso insiste em cometer.
Cada dia a mais vivido se transforma num entrinchado de nadas, repleto de ódio doentio que remete à minha dor de existir frustrada e não  ter vida, ao passo de que sou fraca demais para conseguir levar adiante qualquer um de meus planos suicidas.
No mais, agora sou aquela que parte antes mesmo da chegada, confundindo-se com os rabiscos do mundo e pertencendo à tudo aquilo que pela vida foi renegado, aquela que já não é.


You may also like

2 comentários:

  1. Eu sei tanto como você está se sentindo... sei tanto que até consigo reviver o mesmo em mim, vendo você dizê-lo.
    Mas sabe... eu não tenho estado plenamente mergulhada no nada. Às vezes sinto tanta vida, que outras não sinto nem mesmo o vazio. E a minha própria inconstância é o que tem-me destruído.
    Mas fica uma das coisas mais bonitas que já ouvi dizerem:

    A vida é infinita, e há muito por se viver. Live and let live. Um dia as coisas acontecem.
    Paratii, Amyr Klink

    ResponderExcluir
  2. "Sou fraca demais para levar adiante qualquer um de meus planos suicidas" há pouco tempo atrás eu pensava da mesma maneira (e se me permite dar minha opnião) acredite, se diante de toda dor que eu creio você sente e do vazio que te cerca, você ainda encontra forças para permanecer aqui, significa que nas lágrimas de sofrimento que você derrama, existem pequenas gotas de esperança, mesmo que você não a sinta ela está ai; acredite também que não você não é um erro, tenho quase certeza de que a sua volta existem pessoas que sofrem ao vê-la sofrer.
    P.S: desculpe-me se fui inconveniente, pois minhas intenções são das melhores.

    ResponderExcluir