Estou vertendo angústias por você esta noite, a agonia não me deixa em paz, e estou sem ar para gritar seu nome. Onde quer que esteja, por favor, me ame; eu preciso da certeza de que ainda posso viver.
   Se me pedisse, eu morreria por você, entregaria minha alma ao acaso, só não entenderia porquê você precisaria de minha morte como prova.    Por favor, seja minha cura, meu coração está se partindo pela última vez, e quando me faltar a voz, se estiveres longe, nunca poderá saber que estou partindo.
  
   Que seja por piedade, e que não signifique nada para você, mas querido, apenas me ame mesmo que por uma única noite. Se estou tentando domar meus demônios é porque quero reinar com você no paraíso, antes que eu caia.
   Só quero que sejas capaz de ouvir meus gritos silenciosos, que em meio ao desespero, quando eu sumir, sejas capaz de sentir minha falta.
   Apenas uma página que seja no teu livro, mas que eu possa escrever meu nome e você não esquecer.  Caminhar e ser cortada por esta lâmina, mas sentir e sangrar, até que eu possa arquejar pela última vez.
   Estamos caídos pelo campo de batalha, dando uma trégua nessa guerra sem vencedor. Embora as feridas deixem marcas e o sangue se derrame pelos justos, não há ninguém que tenha forças agora para triunfar.
   Das armas que caem por terra ficam os sons dos disparos dados, das mãos que as seguraram para a luta ficam os gritos de vitória ou de dor.
   Estes corações que por aqui estão espalhados, duelam com as mentes, e contra o inferno que trás o fogo crepitante que consome suas almas. Destas cinzas que o vento carrega restam as últimas vidas por fim, mas que os túmulos que forem fincados não sejam tombados em vão.
   Que os nossos nome não sejam apagados das pedras deste campo, que nossa memória perdure e seja eterna na lembrança dos feridos, mas que o que nós lutamos e sofremos não seja esquecido, e que o amor que mesmo desmerecido faça você lembrar-se de mim.

  Você é a doença que me causa dores, é o motivo do meu mal-estar, e dentro de mim, o que tenho de quebrado explica o que você distratou.
  Minhas lágrimas e o fervor de meu sangue tem a tua assinatura, assim como o ódio e o amor que estão juntos explodindo por dentro. E essa confusão aperta o nó na garganta que não me deixa gritar teu nome, enquanto eu só posso rezar e esperar por uma resposta.
  Meu coração dividido em dois te acusa, porque tu és o réu do meu crime, e não há engasgo que possa aliviar todo esse amor entalado no peito. Eu me pergunto o quanto terei de sofrer para ser resgatada dessa agonia, dessa mazela que me parte por dentro, e que me arrasta e vai me levando cada vez mais para um precipício onde o seu veredicto será o responsável por me salvar ou me matar.
  E se eu me lanço, me atiro em frente ao seu carro, você tem minha vida além do meu amor em suas mãos. Se é guerra ou perdão só você decidirá, e se eu morrer com a dor desse amor que você não sabe se quer ou não, serás o culpado de todo o meu fim.

Os segredos mais nefastos estão para se enterrarem em minha pele, e a noite está para dar á luz ao pequeno mostro que será, quando eu me decidir se mato ou se me atiro.
Vou me tornar as maldições e estar em toda parte, fazendo sofrer pouco a pouco e ordenando à noite que invada e sufoque. Serei fruto das mentiras e vou estar tão esquecida que me tornarei uma verdade; vou voltar para assombrar, e chamar de punição ao que me resta de tempo.
Não haverá luz nem sonhos porque eu deixarei que o fogo reine e todos os fantasmas invadão, eu não vou deixar que nenhum grito escape de ser gritado nem que haja chances para se tentar pela segunda vez.
E quando me questionarem sobre o porquê de eu traçar este caminho de sangue e vingança, vou usar o meu próprio para escrever o teu nome, fruto de tudo de medíocre que eu poderia encontrar.


Pois bem, fiquei muito lisonjeada por minha diva Luciana Nogueira Anjos Histéricos, ter indicado-me à estes dois selos de qualidade; o blog dela mais do que qualquer outro é digníssimo de recomendação, sem rasgação de seda, ela é a melhor!
Para economizar tempo pus logo os dois selos num post só, sabe como é, sem tempo, e também não estou muito afim de avisar aos respectivos donos dos blogs que indicarei.

Indo às regras:
Nome: Ariane Menezes Santos
Uma música: Snuff, Slipknot.
Humor: Se eu tiver ainda algum, com certeza não é bom.
Uma cor: Preto!
Uma estação: Inverno, pois não funciono no calor Q.
Como prefere viajar: Lugar de boa música e com boas pessoas, ah, e frio também.
Um seriado: CSI- Investigação Criminal U_U
Frase ou palavra dita por você: Quem sou eu para achar que alguma coisa que falo deva ser citada? Q.
O que achou do selo: Achei de muita criatividade do criador, e parabéns para ele.


1- Ultimamente não tenho tido muita vontade de sorrir, pois é.
2- Faz três dias que ouço a mesma música, Remeber You- Skid Row.
3- Estou tentando engordar porque não aguento mais vestir calças folgadas.
4- Ando entediada pra caralho, até porque não tenho saído nos fins de semana.
5- Descobri que arranjar um emprego quando se é de menor não é fácil.
6- Tenho sentido muitas saudades de umas poucas pessoas.
7- Tenho pensado muito em alguém que talvez não pense em mim.

Os Blogs que eu indico, e com muito prazer:

Anjos Histéricos
Cenas Da Minha Memória
Entre a Dialética
Frases de FIlmes
O Corvo
O Verme Vencedor
Pássaros de Fogo
Queen Of The Night
Rart og Grotesc
Sobrenatural
Aguardem-me profundezas, eu estou caminhando lentamente para a morte. Já posso ouví-los, queridos demônios; cada passo que dou torna o resto só um pequeno erro.
Deixem já escancarados os portões do inferno, pois estou para chegar, e trago comigo todo o ódio e a vingança que me alimentam como fogo inacabado.
Saiam do meu caminho todos os que ainda desejam viver,  pois eu escolhi o outro lado e não pouparei de arrancar alguns corações.
Mais um passo e o precipício me sorri, e antes que eu caia e perdure na eternidade de fogo, vou me lembrar dos nomes dos que aqui me fizeram sofrer.