Pecado

0 Comments

Os segredos mais nefastos estão para se enterrarem em minha pele, e a noite está para dar á luz ao pequeno mostro que será, quando eu me decidir se mato ou se me atiro.
Vou me tornar as maldições e estar em toda parte, fazendo sofrer pouco a pouco e ordenando à noite que invada e sufoque. Serei fruto das mentiras e vou estar tão esquecida que me tornarei uma verdade; vou voltar para assombrar, e chamar de punição ao que me resta de tempo.
Não haverá luz nem sonhos porque eu deixarei que o fogo reine e todos os fantasmas invadão, eu não vou deixar que nenhum grito escape de ser gritado nem que haja chances para se tentar pela segunda vez.
E quando me questionarem sobre o porquê de eu traçar este caminho de sangue e vingança, vou usar o meu próprio para escrever o teu nome, fruto de tudo de medíocre que eu poderia encontrar.


You may also like

Nenhum comentário: