Último Arquejo

2 Comments
  
   Estou vertendo angústias por você esta noite, a agonia não me deixa em paz, e estou sem ar para gritar seu nome. Onde quer que esteja, por favor, me ame; eu preciso da certeza de que ainda posso viver.
   Se me pedisse, eu morreria por você, entregaria minha alma ao acaso, só não entenderia porquê você precisaria de minha morte como prova.    Por favor, seja minha cura, meu coração está se partindo pela última vez, e quando me faltar a voz, se estiveres longe, nunca poderá saber que estou partindo.
  
   Que seja por piedade, e que não signifique nada para você, mas querido, apenas me ame mesmo que por uma única noite. Se estou tentando domar meus demônios é porque quero reinar com você no paraíso, antes que eu caia.
   Só quero que sejas capaz de ouvir meus gritos silenciosos, que em meio ao desespero, quando eu sumir, sejas capaz de sentir minha falta.
   Apenas uma página que seja no teu livro, mas que eu possa escrever meu nome e você não esquecer.  Caminhar e ser cortada por esta lâmina, mas sentir e sangrar, até que eu possa arquejar pela última vez.


You may also like

2 comentários:

  1. Tão lindo... tão triste quanto lindo. Se há algo que me faz reagir de alguma maneira, aí está. Simplesmente porque eu sei o que quer dizer.

    P.S.: a sua inspiração me deprime... Disse para a Carol, e repito: para onde foi a minha vida? D:

    ResponderExcluir
  2. Meio tarde para um comentário né? mas, enfim. concordo com a luciana, muito lindo! Ai ai, sabe? ás vezes desejo que alguém ouça meus gritos sufocados.

    ResponderExcluir